Espuma na piscina? Conheça as causas e como resolver esse problema

A água de uma piscina, quando está saudável, fica límpida e transparente, sem grandes mudanças de odor ou cor. Assim sendo, quando há a situação em que existe espuma na piscina, significa que algo está errado. Para evitar essa situação – ou corrigi-la, – existem alguns cuidados e ações que podem ser feitas.

Dessa forma, se você está com bolhas ou espuma na piscina, confira o motivo disso acontecer e saiba como exterminar essas impurezas.

O que causa a espuma na piscina?
A formação de bolhas e espuma na piscina pode ser encontrada em várias situações. Quando isso ocorre, significa que algum parâmetro da água está fora de equilíbrio. Os principais fatores que podem fazer com que surja a espuma na piscina são:

  1. Insuficiência / desregulação no cloro livre
    Aqui, estamos falando do cloro livre – não do cloro total. Resumidamente: o cloro livre é aquele que oxida a matéria orgânica. Assim sendo, se a piscina está com espuma em sua superfície, é grande a chance de estar com cloro – mas não com cloro livre.

Assim sendo, para descobrir como está o nível de cloro livre na sua piscina, utilize uma fita de testes que possa lhe oferecer esse valor. Se o resultado estiver em menos de 1 ppm, pode ser essa a causa da espuma ou das bolhas.

  1. Muitos produtos químicos na água
    Às vezes, ao limpar a piscina com o uso de decantador e limpa bordas, é possível que tenha sido utilizada grande quantidade de produtos. Esses produtos em excesso podem causar a produção de bolhas e espuma na piscina.
  2. Surgimento de algas
    Quando estão no início do desenvolvimento, as algas podem gerar espuma e bolhas na água da piscina. Nesse caso, podem ser utilizados produtos algicidas específicos para essa função, combinados com o uso do cloro no nível correto.

Se for esse o causador das bolhas e espuma, com o tratamento elas serão reduzidas de maneira gradual. Podem levar até 2 dias para que desapareçam completamente.

  1. Uso de protetor solar / bronzeador
    Em uma piscina que fica a céu aberto é essencial utilizar protetor solar. Porém, tanto o protetor quando o bronzeador podem causar espuma na piscina. Isso acontece porque esses produtos são oleosos e, assim, podem causar desequilíbrio na água da piscina, deixando-a opaca e espumosa.

Para corrigir essa questão, uma dica é sugerir que os banhistas evitem o uso de hidratantes e bronzeadores antes de entrarem na piscina. O protetor não deve ser evitado por questões de saúde, porém, os outros produtos não precisam ser utilizados. Além disso, caso a água já esteja com espuma, existem produtos específicos para reduzir a oleosidade da água, que podem ser utilizados nessa situação.

Solução para resolver a espuma na piscina
Existem as soluções mecânicas para tirar as espumas e bolhas da piscina – como a utilização de peneira, por exemplo. Porém, em alguns casos, o necessário é realmente fazer um tratamento de choque com o cloro. Assim mesmo, independentemente do fator que causou a espuma na piscina, o necessário é descobri-lo e tratar a questão pela raiz.

Para evitar lidar com essas situações incômodas, lembre-se sempre de manter o pH, alcalinidade e o cloro da piscina nos níveis ideais. Também, é importante manter na rotina o hábito de limpar as bordas e cuidar com o surgimento de algas. Seguindo esses cuidados, dificilmente você terá que lidar com a espuma na piscina.

Fonte: tudosobrepiscina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.